Pular corda emagrece? Saiba como praticar este exercício

     Dentre tantos exercícios que ajudam a perder peso, uma boa opção é pular corda. Exato! Pular corda emagrece. Saber como fazer para que esta atividade ajude a  perder  preciosas calorias e emagreça é essencial. E o melhor de tudo, ainda ajuda a tonificar a musculatura das pernas, nádegas e abdômen.

pular-corda-emagrece

     Não é de hoje que esta atividade é muito comum nas academias, mas se você, por algum motivo, não se sente à vontade de praticar nestes ambientes, pode optar por fazer em casa mesmo, desde que tome algumas medidas para que o faça de uma forma segura e lhe traga os benefícios esperados.

Como pular corda emagrece?

    Pular corda emagrece desde que você pratique com regularidade e faça as suas sessões diárias corretamente. A vantagem de se fazer em uma academia é que terá um especialista para orientá-lo e incentivá-lo. Fazendo em casa, precisará de muita disciplina para  não perder o pique.

    Praticar uma hora fará com que você perca, em média, cerca de 800 Kcal e, dependendo do ritmo que chegar, poderá perder muito mais. Mas, se você não está habituado a prática de atividades físicas, não queira iniciar com sessões longas. Vinte minutos diários, intercalando períodos de atividade x descanso são suficientes para você acostumar-se com a prática. Inicie fazendo 1 minuto de atividade por 1 de descanso e vá aumentando o ritmo conforme for sentido-se à vontade. Mantendo este ritmo logo conseguirá praticar por uma hora seguida.

Cuidados a tomar

     Utilizar roupas leves e um bom tênis para amortecer o impacto são duas orientações básicas a serem seguidas. Optando por uma academia, não precisará preocupar-se com o piso, porém em outros ambientes sim.

     Evite praticar sobre piso muito duro como cimentados ou asfalto, pois o impacto é maior. Evite ainda pular corda na grama ou em piso irregular para evitar o risco de lesões mais graves. O ideal é fazer sobre um piso que ajude a absorver o impacto como emborrachados ou tapetes – desde que não seja escorregadio.

     A prática exige ainda uma postura adequada, ou seja, durante a atividade manter-se ereto, com a cabeça voltada para frente e não para baixo, além de procurar contrair a musculatura abdominal para garantir a eficácia dos movimentos.

Qualquer pessoa pode pular corda

   Pular corda emagrece, mas esta prática é contraindicada para algumas pessoas. Isto porque há uma série de riscos que devem ser evitados por elas. Neste grupo, estão pessoas com problemas nas articulações inferiores, como joelhos e tornozelos, ou ainda que tenham algum problema nos quadris. Quem também não deve executar esta atividade são hipertensos ou que possuem algum tipo de problema cardiovascular.

    Por fim, pessoas que estiverem muito acima do peso podem criar sérias complicações, especialmente nas articulações, com esta prática. Recomenda-se que grávidas também evitem pular corda.

Potencialize os efeitos de seus exercícios

     Para potencializar os efeitos de seus exercícios, alimente-se adequadamente. Recomenda-se consumir uma porção de carboidratos até uma hora antes da prática de sua atividade física. Isso ajudará seu corpo a ter mais energia e disposição para a atividade.

      Ao término, consuma uma porção de proteínas para que seu organismo possa recuperar-se adequadamente, especialmente, o tecido muscular. Não deixe de observar, ainda um período regular de descanso para que seu corpo possa recuperar-se adequadamente.

Mantenha-se em movimento

      Pular corda emagrece desde que você pratique com segurança e de forma adequada. Manter a regularidade é um ótimo conselho se quer realmente obter resultados satisfatórios. Mas não procure por isto no começo. Primeiro encontre seu ritmo, principalmente, se estiver muito tempo parado ou se não tiver este hábito.

      Lembre-se que os exercícios físicos estão relacionadas com o prazer e não com cobranças ou obrigações, portanto, não exagere na prática, seja disciplinado e paciente. Caso você, não possa praticar esta atividade, existem muitas outras adequadas à sua condição, basta procurar saber qual a mais indicada e como deverá praticá-la.

 

 

Gostou, Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *